2

Cirurgia para redução de mamas: como funciona

Em se tratando da forma e aparência dos seios nem todas as mulheres querem colocar próteses para aumento de mama, ao contrário. Nunca imaginei que tantas mulheres querem é reduzir ao invés de aumentar!!! Tenho recebido dezenas de emails e comentários a respeito do assunto, pessoas desesperadas com o problema e que estão meio perdidas sem saber o que fazer!!!

Tudo começou a partir de um post que fiz a pedido de uma amiga Como diminuir os seios sem cirurgia plástica , (quer ler? clique no link), junto a isso também tem muitas queixas sobre flacidez, afinal quanto maior os seios mais peso a pele sustenta e por isso acaba ficando cada vez mais flácida. 

Neste post falo da redução de seios com cirurgia, para os casos mais graves as dicas que dei no outro post não vão ter o resultado esperado então é necessário um método mais invasivo e imediato!

O tamanho dos seios é dividido em 4 graus: pequeno, moderado, grande e gigantomastia, assim como o grau de flacidez em que o primeiro é normal e o último é considerado gravíssimo, nesse caso o mamilo se localiza na dobra dos seios ou abaixo dela.

A cirurgia para resolver estes problemas é chamada de mamoplastia redutora.


Nesse procedimento além de diminuir os seios, o excesso de pele também é retirado e a mama reposicionada no local eliminando a aparência flácida. É indicada além de fins estéticos para solucionar problemas de postura e dores nas costas devido ao peso excessivo, em alguns casos o cirurgião pode retirar mais de 1kg de tecido mamário.

Para poder fazer a cirurgia o ideal é que a paciente já tenha atingido o desenvolvimento completo dos seios, que ocorre por volta dos 17 anos, caso contrário corre-se o risco dos seios continuarem a crescer e a cirurgia ter que ser refeita.


O médico irá definir a quantidade de tecido a ser retirado de acordo com a necessidade de cada pessoa, mas quanto menos é retirado menor é a cicatriz, esta geralmente é em formato de um T invertido.

O tempo de internação é cerca de 24 horas, mas a recuperação total do tecido pode levar até 1 ano. Os primeiros 20 dias são os mais críticos, inspiram maiores cuidados, curativos diários, repouso, remédios e alimentação balanceada.

Os cuidados pós operatórios incluem o uso de sutiãs cirúrgicos que só podem ser retirados na hora do banho, e o tempo de uso costuma ser por cerca de dois meses, se o cirurgião indicar deve ser feita também drenagem linfática no local para diminuir o inchaço.

Como qualquer outra cirurgia a de redução de seios também tem seus riscos, por isso a importância dos exames pré cirúrgicos e a realização do procedimento com um profissional qualificado e de confiança. Não é o tipo de procedimento que pode ser feito em consultório, é uma cirurgia de grande porte que pode levar por volta de 4 horas, então certifique-se que o hospital tenha tudo o que é preciso para uma eventual emergência.

E para as meninas que tem entrado em contato comigo tão desesperadas com esse problema de seios grandes ou flacidez, vão com calma, nada de fazer as coisas no impulso, vocês podem não ter o corpo dos sonhos, mas é o único que vocês tem então cuidado quando forem mudar alguma coisa para não se arrepender depois. Consertar uma cirurgia mal feita é mais difícil do que modificar aquilo que você não gosta na aparência!!!

Beijos lindinhas (:D)




2 comentários:

  1. Na maioria das vezes vemos ao contrario neh, mas gostei do assunto. Flor passa no meu blog pra conhecer. Se gostar e seguir me dando uma forcinha, retribuo o carinho!
    www.makeolatras.blogspot.com.br
    Bjsss =]

    ResponderExcluir
  2. Amei seu blog...
    tudo muito lindo aqui *--*

    Blog: http://divas-mineiras.blogspot.com.br/2014/07/historia-do-meu-cabelo-cachos.html
    DIVAS MINEIRAS
    Att.
    Rosy Campos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...